22 de Abril – Dia da Mandioca – A Rainha do Brasil

Direto ao ponto

“Basta um talo enterrado para ela se multiplicar. Resistente a pragas, dispensa agrotóxico. Alimenta gente e criação. Dela se extrai de álcool a plástico. Uma planta rainha, classificou-a Câmara Cascudo. Pão dos pobres, diz o povo.”
(SEVERIANO, M. In Brasil – Almanaque de cultura popular, n° 97, 2007.)


A Embrapa Mandioca criou o Dia da Mandioca em 2007 e o dia coincide com o Descobrimento do Brasil propositalmente devido a sua relevância para o país, desde a sua colonização. Porém para oficializar o Dia Nacional da Mandioca, tramita na Câmara Federal um projeto de lei de autoria do Deputado Federal Fernando Melo, do Acre.
De Norte a Sul do Brasil a mandioca é cultivada e consumida. Encontramos receitas doces, salgadas e bebidas. A utilização na ração humana também é bem conhecida, mas ouvimos falar pouco das outras utilizações como: fécula e amidos modificados para matérias-primas de papéis fotográficos, colas, cervejas, tintas, vestuário e embalagens biodegradáveis, em substituição a derivados de petróleo, etc… Você sabia destas aplicações? Eu não sabia, fiquei sabendo agora que comecei a ler mais sobre a mandioca para escrever este post.
Na culinária vemos a presença da mandioca em pratos regionais, pratos do dia a dia e até na  alta gastronomia.

Eu, particularmente, não sabia que existia o Dia da Mandioca, até conversar com a culinarista e consultora gastronômica Ana Maria Tomazoni, no Nordeste Culinária. Fiquei curiosa e comecei a pesquisar. Achei muito interessante. Daí resolvi escrever este post, como forma de ajudar a difundir nossa cultura. Puxa que riqueza.
Aproveitei e gravei um vídeo com a Ana Maria Tomazoni no Nordeste Culinária e ela falou um pouquinho sobre o Dia da Mandioca, depois me passou uma receitinha dela. Vamos Ver:


[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=AQa1X0ToZWI]






Bolo de Mandioca  com calda

Ingredientes
1 ½ kg de mandioca crua ralada grossa 
3xícaras de açúcar
4 ovos (claras em neve)
1 coco inteiro ralado grosso ou 100g cocoflocado
1 colher de sopa de fermento em pó
1 xícara de chá de leite
4 colheres de manteiga derretida

Modo de Preparo
Misturar bem a mandioca, o açúcar, o coco, oleite a manteiga derretida, o fermento e as gemas. No  final, junte as claras em neve. Leve paraassar em forma untada e polvilhada com farinha de trigo por 30 ou 40 minutos. Atédourar.

Calda:
Ingredientes
1 xícara de chá de açúcar 
1 xícara de água 
1pau de canela

Modo de preparo:
Leve os ingredientes ao fogo para ferver por + ou – 10 minutos. Faça uma calda leve.
Coloque sobre o bolo assado e ainda quente.
Leve ao forno por mais  5  minutos. Sirva quente ou frio.




Eu achei super interessante tudo o que aprendi sobre a mandioca e o relato sobre esta raiz na História do Brasil.
Vale a pena conhecer mais profundamente a nossa cultura.


Se você quiser saber mais, pode ler:


http://www.mandioca.agr.br

CASCUDO, Luís da Câmara – História da Alimentação no Brasil – Ed. Nacional ( 2 vol) fev. 1963), 1967, (col. Brasiliana 322 e 323) – 2ª ed. Itatitaia, 1983.
Viva a Mandioca, Viva o Brasil

3 respostas

  1. Amiga, tou sem ter como te enviar teu brinde. Será que vc poderia pegar no Centro cultural com Beto, lá na Secretaria de turismo e cultura? Beijocas!!!

  2. Ah, amiga, me quebra um galho. Preciso dar um jantarzinho na minha casa pra 8 pessoas, e como não sei cozinhar muito (o que mais sei fazer é bacalhau e camarão) e já me fizeram o favor de fazer em jantares anteriores ao meu (Esta é uma turminha que faz um toour nas nossas casa degustando bem…rsrsr, então preciso de uma sugestão acompanhado da receita, de um prato gostoso, não muito caro e que farte a todos. Beijocas, espero resposta. Obrigada!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.